Campeã do BBB 19 é indiciada por intolerância religiosa


Após ouvir os envolvidos no caso de intolerância religiosa que aconteceu no "Big Brother Brasil 19", a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) concluiu que houve preconceito por parte de Paula von Sperling, a vencedora da edição, contra Rodrigo França e, por isso, a ex-confinada será indiciada.

"Após a oitiva dos envolvidos, análise de vídeo e demais diligências realizadas, concluiu-se pela ocorrência de injúria por preconceito (art. 140 §3º do Código Penal), que acarretou o indiciamento de Paula von Sperling Viana. O Inquérito Policial será enviado nessa data à Justiça. A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc do próximo", diz a nota.

O delegado Gilbert Stivanello explicou os próximos passos do caso:

Agora o procedimento será entregue fisicamente à Justiça na quarta-feira, dia 24, e lá ele será apreciado pelo Ministério Público, que poderá arquivar, demandar novas diligências, ou denunciar. Havendo a denúncia, teremos um processo crime em andamento.

Paula prestou depoimento a polícia na última segunda, dia 15, durante pouco mais de duas horas. Ela foi proibida pela irmã, Mônica von Sperling, que é também sua advogada, de dar qualquer tipo de declaração. Ao fim, saiu da distrital dentro de um carro com vidros escuros e com o rosto coberto.

Paula, logo após vencer o prêmio do "BBB 19", afirmou que vai procurar se retratar com todo mundo que magoou dentro e fora do confinamento, por conta de suas declarações.

Eu não tenho noção do que está acontecendo aqui fora. Não sei bem o que fiz e falei. Só tenho noção de que falo coisas desnecessárias 24 horas por dia. Vou me retratar com todo mundo. Fui eu mesma e não medi as palavras — disse a ex-sister durante coletiva de imprensa logo após deixar o confinamento.

Mesmo sendo processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo que tiver por vir — prometeu Paula: — O que eu aprendi nessa experiência é que tenho que falar menos —, declarou.

Paula também prometeu ajudar a amiga Hariany, que foi expulsa do programa na véspera da final, por tê-la empurrado.

Vou pensar junto com ela sobre como posso ajudá-la. Ver o que ela precisa para a vida dela. Nunca tive amiga na vida antes, mas Hari é (amiga).

Leis Noticias

Baixe nosso Aplicativo